As TMO são PMOs especializadas, projetadas para gerenciar iniciativas de transformação e estão melhor preparadas para navegar em tempos de mudança

A evolução da Project Management Office (PMO) para um Transformation Management Office (TMO) tem sido uma tendência crescente nos últimos anos. As PMOs têm sido tradicionalmente responsáveis por gerenciar projetos individuais, garantindo que sejam concluídos no prazo, dentro do orçamento e para a satisfação das partes interessadas. No entanto, à medida que as organizações se tornaram mais complexas e o ritmo das mudanças se acelerou, as PMOs tradicionais lutaram para acompanhar.

Um dos principais desafios enfrentados pelas PMOs é sua capacidade de gerenciar iniciativas de transformação. Essas iniciativas geralmente envolvem vários projetos, equipes multifuncionais e mudanças significativas na forma como uma organização opera. Eles exigem uma abordagem diferente da gestão de projetos tradicional, mais focada no alinhamento estratégico e na gestão de portfólio.

É aqui que entram as TMOs. Uma TMO é um PMO especializada, projetada especificamente para gerenciar iniciativas de transformação. Ao contrário das PMOs tradicionais, que muitas vezes são vistas como uma camada administrativa que apenas prepara relatórios para a alta administração, as TMOs têm o poder da alta gerência para tomar decisões estratégicas. Elas são responsáveis por garantir que todos os projetos e iniciativas dentro da organização estejam alinhados com a estratégia e os objetivos gerais da organização.

Uma das principais vantagens de uma TMO é sua capacidade de gerenciar o portfólio de iniciativas de transformação. Isso significa que as TMOs são responsáveis por garantir que todos os projetos e iniciativas estejam alinhados com a estratégia geral e os objetivos da organização. Elas também garantem que os recursos sejam alocados para as iniciativas mais importantes e que todas as iniciativas estejam alinhadas com os objetivos gerais da organização.

Outra vantagem de uma TMO é sua capacidade de gerenciar riscos. As iniciativas de transformação geralmente vêm com um alto grau de risco, e uma TMO é responsável por identificar e gerenciar esses riscos. Isso inclui a identificação de riscos potenciais e o desenvolvimento de planos de mitigação para minimizar o seu impacto.

Uma TMO também desempenha um papel fundamental na comunicação e no gerenciamento das partes interessadas. Elas são responsáveis por garantir que todas as partes interessadas estejam atualizadas sobre o objetivo, o progresso e o status da transformação em andamento.

PMO e TMO são incompatíveis?

TMOs e PMOs não são necessariamente incompatíveis, mas servem a propósitos diferentes e têm funções diferentes. Enquanto as PMOs se concentram no gerenciamento de projetos individuais, as TMOs se concentram no gerenciamento de iniciativas de transformação, que geralmente envolvem vários projetos e equipes multifuncionais.

É possível que uma organização tenha uma PMO e uma TMO. A PMO continuaria a gerenciar projetos individuais, enquanto a TMO gerenciaria o portfólio geral de iniciativas de transformação e garantiria que estivessem alinhados com a estratégia e os objetivos da organização.

Em alguns casos, uma PMO pode evoluir para uma TMO conforme as necessidades da organização mudam. À medida que a organização se torna mais complexa e o ritmo da mudança acelera, uma PMO tradicional pode ter dificuldades para acompanhar. Ao evoluir para um TMO, a organização pode gerenciar melhor o portfólio de iniciativas de transformação e garantir que todos os projetos e iniciativas estejam alinhados com a estratégia geral e os objetivos da organização.

No entanto, vale ressaltar que as TMOs não são necessariamente uma substituição das PMOs, elas podem ser um complemento, podem funcionar em paralelo ou como uma subunidade duma PMO. Depende das necessidades e da estrutura da organização. Algumas organizações podem não precisar de uma TMO se tiverem apenas algumas iniciativas de transformação de pequena escala.

O que os membros da PMO precisam para fazer a transição para a função de TMO?

Os membros da PMO em transição para uma TMO devem se concentrar no desenvolvimento das seguintes habilidades:

  • Experiência técnica no setor ou áreas de tecnologia específicas relevantes para o TMO.
  • Fortes habilidades de liderança e gerenciamento para liderar e gerenciar com eficácia uma equipe técnica.
  • Forte comunicação e habilidades interpessoais para se comunicar de forma eficaz com as partes interessadas técnicas e não técnicas.
  • Fortes habilidades organizacionais e de planejamento para gerenciar e coordenar projetos técnicos.
  • Fortes habilidades analíticas e de resolução de problemas para identificar e resolver problemas técnicos com eficácia.
  • Fortes habilidades de orçamento e gestão financeira para gerenciar os aspectos financeiros de projetos técnicos.
  • Fortes habilidades de gerenciamento de riscos para identificar, avaliar e mitigar riscos técnicos.
  • Forte conhecimento de metodologias e ferramentas de gerenciamento de projetos para gerenciar projetos técnicos com eficácia.
  • Fortes habilidades de gerenciamento de fornecedores para gerenciar e negociar com eficácia com fornecedores e parceiros externos.
  • Forte conhecimento dos regulamentos e padrões relevantes para garantir a conformidade com os regulamentos do setor.

Nossa empresa precisa de um Chief Transformation Officer? qual seria sua função?

Se uma empresa precisa ou não de um Chief Transformation Officer (CTO), depende das circunstâncias e objetivos específicos da organização. Um CTO é responsável por liderar e gerenciar os esforços de transformação geral de uma empresa, que podem incluir a implementação de novos modelos de negócios, tecnologia, processos e cultura. O papel de um CTO pode incluir:

  1. Desenvolver e implementar uma visão estratégica para os esforços de transformação da organização.
  2. Liderar equipes multifuncionais para promover mudanças em toda a organização.
  3. Identificar áreas do negócio que precisam de melhorias e desenvolver planos para abordá-las.
  4. Gerenciar e coordenar a implementação de novas tecnologias e sistemas.
  5. Comunicar a visão e o progresso dos esforços de transformação às partes interessadas, incluindo a alta administração e os acionistas.
  6. Identificar e gerenciar os riscos associados aos esforços de transformação.
  7. Garantir a conformidade com os regulamentos relevantes e os padrões do setor.
  8. Gerenciar o orçamento para os esforços de transformação.
  9. Construir e manter relacionamentos com parceiros e fornecedores externos.

Se sua empresa está passando por uma transformação significativa, como uma fusão, aquisição ou grande mudança tecnológica, um CTO pode ser necessário para liderar e gerenciar esses esforços de forma eficaz. No entanto, se os esforços de mudança da empresa forem mais incrementais ou de ámbito limitado, a função de CTO pode não ser necessária.

Principais conclusões

TMOs são PMOs especializadas, projetadas para gerenciar iniciativas de transformação. Possuem autonomia de gestão de topo, focam-se na gestão do portfolio e asseguram o alinhamento estratégico. TMOs gerenciam riscos, comunicam e alinham iniciativas com a estratégia organizacional. A implementação da TMO pode levar a iniciativas de transformação bem-sucedidas.

Subscribir
Notify of
0 Comentarios
Inline Feedbacks
View all comments

IT and Business professional driven by challenges that involve embracing change, achieving results and the ability to influence future direction. All views in this site are my own.

Más artículos en Gestión
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Pin It on Pinterest

Share This