Por detrás das cenas de 10 fotos famosas
Behind the Scenes of Famous Photos

Muitas das fotos mais icónicas da história têm fascinantes histórias por trás. Descubra os segredos por trás de 10 fotografias famosas.
(Imagen do post de Balázs Benjamin, @Pexels)

Levantando a bandeira em Iwo Jima

Esta foto vencedora do Prémio Pulitzer, tirada por Joe Rosenthal, mostra seis fuzileiros navais norte-americanos a levantar uma bandeira americana no topo do Monte Suribachi durante a Batalha de Iwo Jima em 1945. Tornou-se uma das imagens mais reproduzidas da guerra, simbolizando a vitória e o patriotismo americano.

No entanto, a foto foi na verdade uma encenação feita após a bandeira já ter sido hasteada mais cedo nesse dia. Rosenthal perdeu o evento inicial e persuadiu os fuzileiros navais a fazê-lo novamente para que ele pudesse capturar em filme. As identidades dos homens na foto também foram deturpadas por quase dois anos.

Raising the Flag on Iwo Jima

O Dia da Vitória na Times Square

A alegre foto do Dia da Vitória de Alfred Eisenstaedt mostra um marinheiro da marinha dos EUA a beijar uma mulher de vestido branco na Times Square no dia 14 de Agosto de 1945, enquanto as pessoas celebravam a rendição do Japão.

As identidades do casal que se beijava foram desconhecidas por décadas. Na década de 1980, vários homens e mulheres alegaram ser os indivíduos na foto. Foi finalmente confirmado que o beijador era George Mendonsa e a beijada era Greta Zimmer Friedman, uma assistente dentária que ele nunca tinha conhecido.

Mendonsa simplesmente agarrou e beijou Friedman espontaneamente no meio da agitação. Mas alguns criticaram a imagem por retratar um assédio sexual em vez de um romance.

V

Mãe Migrante

A icónica foto Migrant Mother de Dorothea Lange retrata Florence Owens Thompson com dois dos seus filhos num acampamento de trabalhadores migrantes na Califórnia em 1936. Tornou-se um símbolo das dificuldades enfrentadas pelas famílias migrantes durante a Grande Depressão.

No entanto, Thompson sentiu-se explorada pela foto. Não ganhou qualquer dinheiro com ela, apesar de tornar Lange famosa. Thompson também alegou que na verdade não era uma trabalhadora migrante, como retratado, mas que tinha viajado para o acampamento para estar com o marido.

Rapariga Afegã

O retrato penetrante de olhos verdes da Rapariga Afegã de Steve McCurry apareceu na capa da National Geographic de Junho de 1985. Tornou-se um ícone simbólico da ocupação Soviética do Afeganistão.

No entanto, a identidade da jovem rapariga foi desconhecida durante 17 anos até McCurry regressar ao Afeganistão em 2002. Após uma extensa busca, a rapariga foi localizada e identificada como Sharbat Gula. Já adulta, nunca tinha visto a sua famosa foto.

Afghan Girl

Almoço no Topo de um Arranha-céus

A icónica foto de 1932 de Charles C. Ebbets mostra 11 trabalhadores da construção civil a almoçarem sentados numa viga de aço no topo do Rockefeller Center em Nova Iorque. Captura a sua atitude destemida a 850 pés acima do solo.

Na realidade, a foto foi uma acrobacia promocional da empresa de aço para mostrar que os seus parafusos eram fortes. A viga era na verdade mais larga e estável do que parecia. Os homens também estavam presos a cabos que foram cortados da foto.

Lunch atop a Skyscraper

Homem do Tanque

A foto de Jeff Widener dos protestos na Praça Tiananmen em 1989 mostra um homem desconhecido com sacos de compras em frente a uma fila de tanques chineses. Tornou-se um símbolo de resistência contra o autoritarismo.

A identidade do homem permanece desconhecida, embora várias pessoas tenham posteriormente alegado ser o ‘Homem do Tanque’. Widener só conseguiu capturar a cena a partir de uma varanda no sexto andar, depois de contrabandear rolos de filme pelas autoridades chinesas. A imagem quase não saiu de Pequim.

Tank Man

O Homem em Queda

A controversa foto de Richard Drew mostra um homem a cair de cabeça para baixo da Torre Norte do World Trade Center no dia 11 de setembro. Publicada em muitos jornais, o misterioso Homem em Queda provocou um debate intenso sobre retratar eventos sensíveis.

A identidade do homem continua por confirmar, mas acredita-se que era um funcionário do restaurante Windows on the World. A foto capturou a sua trágica decisão de escapar às chamas saltando do edifício.

 

The Falling Man

 

Monge em Chamas

A premiada foto de 1963 de Malcolm Browne mostra o monge budista vietnamita Thich Quang Duc a queimar-se até à morte em protesto contra a perseguição aos budistas sob o Presidente Ngo Dinh Diem. Chocou o mundo e levou à queda de Diem.

O protesto foi coordenado com outros monges para garantir que Browne conseguisse a foto. Duc sentou-se calmamente enquanto ardia, mesmo quando outros tentavam apagar as chamas. A imagem capturou o sacrifício extraordinário feito para protestar contra a opressão.

 

Burning Monk

 

O Desastre do Hindenburg

A foto de 1937 de Sam Shere capturou o momento em que o dirigível Hindenburg incendiou em chamas enquanto tentava aterrar em New Jersey, matando 36 passageiros e tripulantes. A imagem icónica marcou o fim da era dos dirigíveis.

O momento da foto foi pura sorte. Shere deveria fotografar a chegada da aeronave, mas não tinha a câmara pronta. Depois capturou a sua chocante destruição enquanto recarregava a câmara.

 

Por trás de cada foto icónica está uma história por contar. Embora as próprias imagens tenham poder, compreender o seu contexto completo e histórias de fundo dá-lhes um significado ainda mais rico. O drama por trás destas fotos famosas lembra-nos que mesmo os momentos mais icónicos da história foram eventos fugazes que duraram um segundo.

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Não há artigos. Clique aquí para publicar o seu.

Nenhum produto encontrado. Clique aquí para promover o seu.

Mais em Fotografía
0
Would love your thoughts, please comment.x

Pin It on Pinterest

Share This